Encontro promove resistência e articulação para defesa dos direitos de povos indígenas e povos e comunidades tradicionais

Encontro promove resistência e articulação para defesa dos direitos de povos indígenas e povos e comunidades tradicionais
10 de novembro de 2018 Susanne
In Notícias

Realizado nos dias 6 e 7 de novembro de 2018, o Encontro Cultural Mbyá-Guarani foi promovido pelo Comitê dos Povos e Comunidades Tradicionais do Pampa e pela FLD. Foi planejado e organizado por um Grupo de Trabalho composto por lideranças indígenas de diferentes aldeias localizadas no bioma Pampa, que definiram o local, a metodologia e as temáticas. A língua Mbyá-Guarani predominou durante todo o encontro, que também foi coordenado pelas lideranças indígenas.

Cerca de 100 indígenas de dezenas de aldeias do RS – localizadas nos municípios de Redentora, Santo Ângelo, Salto do Jacuí, Estrela Velha, Santa Maria, Torres, Maquiné, Viamão, Porto Alegre, Charqueadas, Cachoeira do Sul, Barra do Ribeiro, Rio Grande – se reuniram na aldeia Para Roke que surgiu de uma retomada recente em área da Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária (Fepagro), no município de Rio Grande. O principal objetivo do encontro foi o de fortalecer a resistência, a articulação e a luta na defesa dos direitos do povo Mbyá-Guarani, dos povos indígenas e dos povos e comunidades tradicionais, especialmente no atual contexto político, de retrocessos e ameaças.

Também participaram representantes do Povo Cigano (Rosecler Winter), do Povo Indígena Kaingang (Iracema Nascimento) e do Povo Pomerano (Carmo Thum) que integram o Comitê dos Povos e Comunidades Tradicionais do Pampa, além de representante da Fundação Luterana de Diaconia (FLD), do Conselho de Missão entre Povos Indígenas (COMIN), do Conselho Indigenista Missionário (CIMI) e da Comissão Guarani Yvyrupá (CGY). Em um momento reservado para diálogo e incidência junto ao poder público, participaram representantes da Fundação Nacional do Índio (Funai), do Governo do Estado do RS e da Prefeitura de Rio Grande.

O encontro – que se encerrou com momento festivo típico da cultura Mbyá-Guarani – foi registrado por um coletivo de jovens indígenas comunicadores (Comunicação Kuery) e os registros disponibilizados em seu facebook Kuery Comunicação.